terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Concurso: Nossa história merece ser fotografada! Fase II

Olá amores!

Como a gente prorrogou um pouco a data para inscrição, acabei demorando um diazinho a mais para postar as histórias escolhidas, me perdoem! =(


Não foi nada fácil o processo de escolher! Sério! foram mais de 40 inscrições e na minha primeira triagem eu escolhi umas 20 e o Santiago também hahaha... Daí cruzei as minhas escolhidas com as escolhidas dele e acreditem, sobraram 3!
Então cá estão elas, as estrelas, as 3 histórias que eu e o Santiago escolhemos!

HISTÓRIA 1 - Geni e Vladmir

Bom antes de tudo, eu o amo e ele me ama.
Somos de Campinas- SP. Inicialmente eu e o Vlad éramos amigos, nos conhecemos em 2005 através da nossa amiga Carol. Ela passou o msn dele pra mim, começamos a conversar e um dia, todos marcamos de conhecer o Yahiko, apelido do Vlad antes. Foi um dia gostoso e engraçado.
Depois desse dia, conversávamos sempre.Passamos o réveillon todos juntos na casa da nossa amiga Gabi, e naquele dia, eu e minha amiga Carol, ficamos mais próximas dele, pois ele era muito atencioso e carinhoso com nós duas ( ele era inocente e não percebia que quanto mais atenção, mais gostávamos dele).
Aí começou um problema, um dia, eu e minha amiga Carol percebemos que as duas gostávamos dele. Um dilema. Por eu desistir dele e sentir que não tinha esperança, ela acabou ficando com ele. Eles "ficaram" três meses juntos. Foram os piores meses pra mim, eu não queria nem ver nem falar nem ouvir nada sobre os dois juntos.
Passado alguns anos, no fim de 2008 voltamos a conversar, ele estava muito seco comigo, pois naquela época, eu tinha sido grossa, mal educada com ele.
Um dia, conversando no msn, descobri que ele tinha terminado o namoro. Senti uma certa felicidade, estranho porque, pra mim, o que sentia por ele, tinha acabado. Feio né? Mas ele terminou pois não sentia nada pela menina. Nesses tempos, nos falamos bastante, marcamos de ir um dia passear na Lagoa do Taquaral, lembro que me atrasei e que quando o vi, o achei mais lindo ainda do que antes. Colocamos tudo em pratos limpos, tudo ficou claro e esclarecido, nenhuma mágoa havia ficado.
Então, sem perceber, nós estávamos ficando cada vez mais próximos. Marcávamos sempre de ir na Lagoa, andávamos juntos, as vezes até de mãos dadas e abraçados, deitávamos um no colo do outro para conversar, olhar o céu, as nuvens, a Lagoa, os animais.
Em 2008, alguns meses antes de voltarmos a nos falar, ele tinha perdido o pai dele. Ele disse que eu fui uma luz no fim no túnel pra ele, pois ele estava triste, abalado com a morte do pai, e eu fui quem o trouxe de volta a alegria, o amor, a vida. Ele diz também que Deus levou o pai dele embora mas colocou um anjo no lugar dele pra cuidar dele e dar tanto tanto amor que ele precise.
Então, depois desse fim de ano, passamos o reveillon de 2008-2009 na casa da Gabi. Lá foi o nosso novo começo. Nada foi combinado, aconteceu. Lembro que estávamos todos em casais, Carol e o namorado, Gabi e o namorado e eu e ele... Todos juntos, conversando, felizes. Então chegou a hora de dormir, não tinha muito espaço, então todo mundo dormiu junto e separado, porque no fim, ficamos eu e ele juntos conversando. No meio da noite, estávamos conversando muito perto um do outro, não resisti. Dei um selinho nele, morrendo de vergonha...
No outro dia, fingi que nada tinha acontecido. Só queria ficar perto dele, só isso, e ele também, mesmo sem falar nada. Na tarde do dia 1º de janeiro de 2009, outro selinho aconteceu. E nada, ninguém falava nada. Fomos embora, cada um pra sua casa, eu lembro que fui embora no banco de trás com ele, abraçada e no fim, não dei nem tchau pra ele.
Durante toda aquela semana de janeiro, nos falamos e ele sempre perguntava, o que tinha acontecido, o que foi tudo aquilo e eu desconversava, falava que ele tinha viajado, que nada tinha acontecido. Por medo de receber um não. No fim da semana, consegui me abrir e contei tudo pra ele, que estava gostando dele, que foi de repente, nada planejado, que eu não resisti a ele.
Naquela mesma semana, antes, ele já tinha marcado de encontrar uma menina que gostava dele. Eles se encontraram mas nada aconteceu, pois ele já gostava de mim. O Vlad me disse que não parava de pensar em mim naqueles tempos, desde que nos reencontramos, disse também que naquela semana de janeiro, ele pensava ainda mais.
Marcamos de sair no dia 7 de janeiro de 2009 na Lagoa do Taquaral. Ficamos a tarde toda e também a noite conversando, e nada. Nada acontecia. Então quando a Lagoa, estava quase fechando, nos beijamos. Enfim, o beijo oficial.  Foi lindo, perfeito, estávamos a beira da Lagoa, de baixo de luar lindo. Depois daquele dia, foi uma experiência, pois não estávamos realmente namorando, o pedido não tinha sido feito, mas nos apresentávamos como namorados.
Antes de tudo acontecer, no fim de 2008, tínhamos conversado que não queríamos só ficar com alguém, queríamos namorar se fosse pra acontecer. É engraçado, pois não lembramos o dia que oficialmente começamos a namorar. Pois desde de 7-01-2009 nos considerávamos namorados um do outro.
Lembro que quando ele me pediu em namoro, foi tão surpreendente que fiquei assustada e disse NÃO! Pode isso? Morrendo de vontade de dizer SIM! Passou um tempo, ele me desculpou por isso e pediu outra vez, na casa dele, de joelhos dizendo que me amava, que eu era quem ele queria pra todo sempre, então aí sem medo, disse SIM!
Estamos juntos há 2 anos e 11 meses, na maior felicidade, com planos para o futuro próximo, querendo casar, ter filhos e formar família. Isso é o que mais desejamos, casar e viver juntos com todo nosso amor. Um obstáculo pra nós seria a religião e a comida. Quando conversamos lá em 2008, dizíamos que queríamos alguém que fosse cristão, no caso, nós dois somos. E ele alguém que fosse vegetariana, pois ele é. No fim, sobre a comida caiu por terra, pois tudo se encaixou muito bem, conseguimos lidar tranquilamente com essa diferença. Ele me diz que era bobo de pensar que tinha que ser alguém vegetariana pra namorar, pois o amor supera tudo, inclusive isso. Somos perfeitos e  apaixonados um pelo outro.
Pensamos também que Deus nos reservou pra o outro. Pois tudo dizia, que nunca mais íamos ficar juntos ou se quer conversar, mas tudo foi preparado por Ele, pra que ficássemos juntos pra sempre. Dizemos que nosso amor, é amor de réveillon.


HISTÓRIA 2 - Bianca e Bruno

O início dessa história aconteceu há um bom tempo, tudo começou lá em 1999, no Colégio Técnico de Jundiaí; Bruno, um garoto de 15 anos, pele branquinha, alto, cabelo preto, meio revoltado, sempre fazendo pose de “o diferente” com um violão nas costas (mas isso era só pra impressionar, pois não tocava quase nada não), era estudante do primeiro ano do ensino médio, no período da manhã; Bianca, 15 anos,   branquela, estatura mediana, cabelos castanhos, também era estudante do primeiro ano, porém do período da tarde...
A primeira vez que Bianca viu Bruno, foi na escada do colégio, estava ele, junto com seu amigo, uma amiga, chamou a atenção e comentou com Bianca:
-Olha aquele menino grande, que lindo!!!
E Bianca comentou:
- Aquele menino parece um dinossauro, bonito é o amigo dele!!!
Bianca, fazia aulas de teatro no colégio, todas as sextas-feiras, no período da manhã e sempre no ônibus fretado do colégio, ela encontrava com Bruno, porém não se conheciam, ele sempre revoltado, pois nunca tinha lugar pra ele sentar e tinha que ir de Vinhedo até Jundiaí, com mochila e violão nas costas...
Neste ano, Bianca apresentou uma peça de teatro, no anfiteatro da escola, o figurino de sua personagem, era uma roupa vermelha, com um decote bem grande (e Bianca sempre teve seios fartos)... Bruno assistiu a apresentação, foi a primeira vez que ele notou aquela garota, e começaram os comentários:
-Nossa, onde aquela menina arrumou tanto peito assim??
E o Bruno respondeu pro amigo:
- No dia que eu a conhecer, eu pergunto!
Eis que no ano seguinte, os dois passaram a estudar no mesmo período, e sempre na volta pra Vinhedo, todos voltavam conversando, sempre no fundão do ‘busão’ e no primeiro dia em que eles se conheceram ele vira pra Bianca e fala:
-Posso fazer uma pergunta?
Bianca diz que sim, que não tem problema nenhum, mal sabia ela, o conteúdo da pergunta.
-Onde você arrumou tanto peito assim???
Bianca ficou louca da vida, xingou o menino, virou pra frente ficou abismada com tamanha cara de pau.
Os dias foram passando, o pessoal foi se aproximando mais e mais, e foi aí que duas amigas de Bianca, a Paula e a Taty, resolveram dar uma de cupido e juntar o casal...
Só um pequeno detalhe, nessa época, Bianca era uma menina comprometida, tinha um namorado, mas namorar sério, nunca foi o forte da Bianca, mas vamos ver onde essa história vai chegar...
Paula e Taty, avisaram Bianca sobre o interesse de Bruno, ela ficou surpresa, não fazia idéia que o garoto a admirava, mas mesmo assim, disse que topava “ficar” com ele, foi aí que começou o primeiro, das inúmeras surpreendidas, ele ficou revoltado, com essa historia de “ficar” e foi pessoalmente conversar com Bianca.
-Olha Bianca, com você eu quero coisa séria!
Ela ficou sem reação, mas resolveu ser sincera com o garoto, disse que namorava, coisa e tal e que não queria ser sacana com ele também; E aquela frase não saia da cabeça dela, então tomou uma decisão, pois um fim no namoro, que já estava na corda bamba, mas aí Bianca teve um pequeno problema, uma cirurgia de apêndice, fez com que ela ficasse uns dias de molho em casa, mas Bruno, mostrando seu interesse, foi até a casa dela fazer uma visita, mas como bons amigos.
Quando Bianca já estava recuperada, Bruno fez um convite, um lual em sua casa e foi nesse lual que aconteceu o primeiro beijo e já começaram a namorar.
Passado quatro meses, Bianca achou que aquele, não era o relacionamento que ela sempre sonhou e resolveu terminar... Bruno não se conformava e fez de tudo pra tentar a reconciliação, mandou bouquet de rosas vermelhas, escreveu poemas, fazia declarações de amor no meio da multidão, certa vez, ele entrou no ônibus e de joelhos, recitou SONETO DO AMOR TOTAL, de Vinícius de Moraes, mas nada mudava a opinião daquela menina, que ainda sonhava com príncipe encantado.
Mas como ninguém é de ferro, ela resolveu dar uma segunda chance pro garoto, e assim, passou a época do colégio, a viagem pra Porto Seguro, a Formatura, aí a vida começou a ficar mais séria, chegou o primeiro emprego, o começo da faculdade pra Bianca e o fim do Ensino Médio pro Bruno, pois ele reprovou um ano.
E foi lindos 4 anos e meio de uma perfeita união, sem brigas, com muita amor, cumplicidade, um pouco de  ciúmes... sempre rodeados de amigos verdadeiros e nessa época resolveram selar ainda mais essa forte união, ficaram noivos, foi uma época linda, com muito mais amor e muitos planos pro futuro, já estavam decidindo os padrinhos, já tinham alguns móveis para o futuro lar... mas, não era isso que o destino, ou o acaso, tinha reservado pra esse casal, que na opinião de todo mundo que os conheciam, era perfeito, tinham nascido um para o outro.
Veio o termino do namoro, do noivado, de planos pro futuro, Bianca ficou sem chão, passou dias e mais dias chorando, nada a consolava... Alguns dias depois, Bruno até tentou uma conversa, mas Bianca estava muito magoada, não acreditava em mais nenhuma palavra que ele falava.
Nessa época, os dois trabalhavam na mesma empresa, no mesmo setor e por ironia do destino, exatamente na mesma equipe, sentavam no mesmo corredor. Todos os colegas de empresa, não acreditavam no termino repentino do namoro, assim como, todos os amigos em comum, todos os familiares, ninguém conseguia ver Bianca sem Bruno e Bruno sem Bianca; Nessa época, a situação era muito chata, os dois se encontravam todos os dias, ouviam muitas histórias que magoavam, ainda mais, um ao outro e com tudo isso, Bruno resolveu se desligar da empresa e ir embora de Vinhedo.
Bianca ainda estava triste, mas precisa viver e sabia que a vida continuava e sempre teve a certeza que, algo de muito bom o destino iria reservar; Nessa época ela aprendeu a fazer novas amizades, aprendeu a se cuidar mais, a dar valor a família, muitas coisas, que ela não ligava antes.
Bruno também seguiu sua vida, foi morar junto com sua família em Vera Cruz, também fez novas amizades, curtiu bastante, teve outros relacionamentos, mas sempre pensava em Bianca, mas nunca admitia isso.
E o destino, ou o acaso, resolveu, mais uma vez, dar uma reviravolta na vida dessas duas pessoas, já tinha passado uns dez meses, quando Bianca recebe a seguinte notícia de sua chefe:
-Se prepare, o Bruno vai voltar a trabalhar aqui na empresa e vai voltar a morar aqui em Vinhedo.
Nesse dia, o mundo de Bianca desabou mais uma vez, bem na época em que, o sofrimento pior já tinha passado, na época em que ela já tinha se acostumado com a vida de solteira, já tinha traçados outros planos pro futuro, planos nos quais, sempre mantinha Bruno longe deles, depois do trauma causado, era a única coisa que alguém poderia esperar.
Antes do dia do retorno chegar, Bianca e Bruno, se falaram por telefone, pois já que iriam ter que conviver juntos, que fosse da melhor maneira possível; Até tentaram marcar um encontro, pra ficar tudo às claras, mas por motivo de diferença de DDD do telefone, esse encontro acabou não acontecendo.
E olha o destino, mais uma vez tentando unir esse casal... Antes, na empresa, bruno sentava há uns 3 metros de distancia de Bianca e adivinhem qual a distancia agora? Sim, menos de um metro, era ela em um corredor e ele no outro, um de costas pro outro, não restava alternativa pra Bianca, a não ser chorar, chorar muito, pois ela não conseguia entender todos os acontecimentos de sua vida, e ela não tinha esperança em voltar com ele, pois, quando terminaram, prometeram um ao outro, que seria pra sempre, que seria pra nunca mais voltar... era isso o que ela falava pra todo mundo, mas no fundo, todo mundo sabia que, aqueles dois, ainda formariam uma linda família.
Vieram as festas de final de ano, as confraternizações da empresa, da equipe, dos amigos e os dois sempre se encontravam, mas ficava cada um na sua, até que um certo dia, Bianca recebe uma mensagem no celular (lembrando que sentava um de costas pro outro):
- Em baixo do seu teclado, tem uma carta.
Pronto, já era mais um motivo pra Bianca passar horas e horas chorando, foi a mais linda e sincera carta de amor que ela já leu em sua vida, nela ele falava sobre o passado, sobre os erros, o arrependimento... Mais uma vez Bianca se surpreendeu, jamais imaginava ler aquelas palavras, o que a deixou muito mais confusa que antes, pois sua razão dizia que a vida tinha que seguir em frente, mas não era o que seu coração estava sentindo naquele momento.
Foi inevitável o encontro, depois outro e outro e quando perceberam já estavam juntos novamente, mas muita coisa tinha mudado, principalmente a idéia de futuro, agora o combinado era curtir o momento, sem planejar casamento, sem pensar em filhos, era deixar o destino tomar conta de tudo. Eles tinham essa idéia, mas qualquer um que olhasse pro casal, sabia, que aquilo era algo pra toda vida.
E a vida foi seguindo, Bianca terminou a faculdade, começou pós-graduação, a qual não terminou, fez vários cursos de extensão universitária, tinha planos pro futuro, mas não era de imediato, queria se dedicar aos estudos. Bruno também fazia planos pro futuro, mas sempre focado em sua graduação, visando seguir a carreira universitária e foi exatamente no ultimo ano da graduação dele que veio a surpresa:
BIANCA ESTAVA GRÁVIDA!!!
Sim, depois de exatos 10 anos, entre idas e vindas e sem planos nenhum pro casamento, o destino resolve juntar de vez esse casal. A notícia foi recebida com muita felicidade, todos os familiares e amigos ficaram irradiantes... Foi uma gravidez muito tranqüila, a mamãe achava que um menino estava a caminho e papai, acreditou desde o inicio, que era a sua princesinha; Quatro meses depois veio a certeza, ERA UMA MENINA, a querida, doce, meiga e amada, JOANA.
Foi a partir do nascimento de Joana, que o casal decidiu se unir, foram os três morar na casa dos pais dela, os seis primeiros meses, foi o único tempo em que ficaram o tempo todo juntos; Hoje em dia, Bianca e Joana moram na casa dos pais dela e Bruno, só mora com elas, aos finais de semana, pois faz mestrado na Unesp em Rio Claro.
Depois de toda essa história, o casal, percebeu mais do que nunca, que um nasceu pro outro, que o fruto do amor dos dois, foi a melhor coisa que aconteceu, mas que agora é o momento de pensar no futuro, no futuro que já está acontecendo e com isso vieram alguns planos.
Dia 31 de março de 2012, Bianca e Bruno, assinarão, perante aos homens, o termo de casados... Não será uma cerimônia como ela sempre planejou, mas uma certeza ela tem, será com quem ela sempre quis e ela tem a convicção, que a família que formou com Bruno, foi o que ela sempre sonhou. E os planos para 2012 não param por aí, a partir de Junho do próximo ano, eles planejam morarem juntos, começar a vida a três e ver o que mais o destino, ou o acaso, tem pra lhes oferecer...


HISTÓRIA 3 - Denilma e Anderson

A história contada por Denilma:
Nos conhecemos no Bailão da Construção (mas já tinha o visto em um Bailão da Construção anterior), primeiramente eu só fiquei o observando e querendo dançar com ele, mas acredita que ele chamou primeiro a Daiany para dançar... Ai fiquei impaciente por que queria dançar com ele. Mas depois de algum tempo ele me chamou pra dançar, só dançamos uma música juntos e pronto.
Eu como sou uma boa investigadora, comecei a procurá-lo no orkut, até que encontrei e adicionei ele.
Posteriormente ele me adicionou no MSN e começamos a conversar, isso ocorreu por uns três meses.
Nos vimos novamente na confraternização dos catequistas e nos conhecemos melhor dançando (ele achou que assim seria uma forma de ninguém perceber a nossa paquera, mas acabamos descobrindo que perceberam). No dia 28/11/2008 o chamei para uma Balada Santa para nos conhecermos mais. E quando já era 29/11/2008 (a virada) nos beijamos.
Em 13/12/2008 ele veio em minha casa para falar com meus pais.
E estamos juntos até hoje. Graças a Deus. Hoje fazemos 2 anos e 9 meses de namoro.
Bom, no dia 25 de Junho tivemos este diálogo:
Ela: O que você queria me falar?
Ele: É um assunto longo, depois a gente conversa.
Ela: Qual é o assunto?
Ele: Você quer casar comigo?
Ela: Quero... ( Ai meu Deus, vou casar?)

A história contada por Anderson:
Nunca imaginei que em um dia que estivesse interessado somente em dançar,
 tomar cerva e me diverti, encontraria minha amada....
Se bem que vale lembrar que no dia que eu conheci a Denilma eu só dancei uma vez com ela..
Sei lá achei muita areia para o meu caminhão.
Passado um dia após ter conhecido a Denilma (corrigindo.. visto a moça) recebi um convite de amizade no falecido Orkut.. ai pensei... Esse santo que reza!!!!... Ai investi.. usei e abusei do meu charme para deixar a moça interessada... (Ai não deu outra sabe....rsrs ela gamou!.. tá bom que na primeira semana ela me deu um toco... mas fazer o que né!)
Bem acho que é isso... Peço desculpas para os caros leitores. Mas é porque sou péssimo escrevendo. Guardo todos os nossos melhores momentos na minha “caixola”. Não consigo traduzi-los em letras, frases, parágrafos porque são indecifráveis. Posso dizer que sou feliz com essa pessoa e que tirei a sorte grande quando Deus olhou para mim e disse: “Toma ai meu filho, essa é a melhor da espécie, fala pouco, tem intolerância a lactose ( o que economiza um dinheiro e tanto!), num azucrina juízo e acima de tudo está sempre disposta a viver  contigo os  seus sonhos.

Ufa, conseguiram ler tudo? Então agora é hora de votar!
A votação será até o dia 18/01 ao meio dia e o resultado sai no mesmo dia!



COMO ANDA A VOTAÇÃO?
11/01 - 10:00 horas - HISTÓRIA 01: 11%
                                   HISTÓRIA 02: 60%
                                   HISTÓRIA 03: 28%


12/01 - 10:30 horas - HISTÓRIA 01: 28,5%
                                   HISTÓRIA 02: 43,3%
                                   HISTÓRIA 03: 28,0%


13/01 - 10:40 horas - HISTÓRIA 01: 30,3%
                                   HISTÓRIA 02: 46,2%
                                   HISTÓRIA 03: 24,2%


16/01 - 09:00 horas - HISTÓRIA 01: 16,9%
                                   HISTÓRIA 02: 73,6%
                                   HISTÓRIA 03: 09,3%


17/01 - 09:00 horas - HISTÓRIA 01: 15,8%
                                   HISTÓRIA 02: 76,5%
                                   HISTÓRIA 03: 07,5%

As porcentagens são aproximadas.


SORTEIO ENCERRADO

7 comentários:

Betty Gaeta disse...

Oi Camila,
Hj vou ficar devendo o meu voto, pois estou muito sem tempo para ler as três histórias.
Estava com saudade de vir aqui e vou aproveitar para desejar que 2012 seja maravilhoso para vc.
Beijos 1000 e uma noite maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com

Fabi disse...

Eu já tenho a minha preferida!
Beijo!

Negra Livre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anderson e Denilma disse...

Lindas histórias expostas, aiin mais estou torcendo para a minha...

Vamos lá galera, votem.

Baby Rodrigues disse...

oieee, votei.
A dias visito seu blog, e nao poderia deixar de comentar o quanto ele está lindo e quanta coisa boa tem para ler aqui.
Parabens!

Ani ღ Paulo Victor disse...

Acabei de conhecer seu blog e estou seguindo.
Tô amando os posts de decoração!

beeijos
Ani
www.aninoivinhafeliz.blogspot.com

Myung disse...

Três histórias lindas, assim como deve ser! Já votei! De resto, felicidades aos três casais das histórias! :) Só alegria!! Beijos!!

Postar um comentário

Olá obrigada pela visita!! Deixe um recadinho que eu adoro! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...